terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Haikais

Ah!Que descoberta!
uma pequenina flor,
e outra depois dessa!

O riso da criança:
as nuvens escondem o sol
mas há luz no dia

Noite enluarada:
os olhos vítreos do peixe
na ponta do anzol 

O trem na estação:
na poltrona número um
a flor esquecida


Um comentário:

  1. um poema assim não cai
    é um versejar de haicais
    no ais de uma poeta samurai

    ResponderExcluir

Que bom você ter vindo!Deixe seu comentário Obrigada!!